Sincronização
Rogério Martins (Dep. de Matemática, FCT-UNL)


Resumo:

Todos nós já experimentámos a sensação de sincronizar movimentos com outras pessoas: quando cantamos em coro sincronizamos o nosso ritmo com os outros, quando dançamos sincronizamos o nosso movimento com a música e com os outros, quando caminhamos abraçados com alguém tendemos a sincronizar os nossos passos com os do nosso companheiro.

A sincronização é então natural e geralmente apreciada esteticamente entre nós os humanos. Será que este fenómeno é exclusivo dos humanos? De facto não, vamos ver que o fenómeno é muito mais comum do que imaginamos.

Nesta palestra vamos ver como Huygens no sec. XVII descobriu que este fenómeno se dá entre dois relógios de pêndulo deixados em cima de uma mesma prateleira e vamos repetir a sua experiência. Vamos ainda observar muitas outras situações onde acontece a sincronização.

Ao longo da conferência vamos ver o que é que a matemática tem a dizer sobre este assunto.
Última alteração: Sábado, 8 Novembro 2014, 02:21